Vida e obra de Noel Rosa são revividas em montagem músico-teatral

 O espetáculo ‘Noel Rosa, o poeta da Vila e seus amores’ narra de forma não linear os momentos marcantes da vida do lendário compositor e cronista brasileiro

Foto: Barbara Campos

A CAIXA Cultural Fortaleza apresenta, de 28 a 30 de abril de 2017, o espetáculo Noel Rosa, o poeta da Vila e seus amores. Com texto de Plínio Marcos e direção de Dagoberto Feliz, a montagem músico-teatral passeia pela história de Noel Rosa, trazendo diversas músicas de sua carreira e convidando o público a entrar no clima dos botequins cariocas, ambientes favoritos do cantor.

Um Noel Rosa moribundo, que se coloca a recordar os grandes momentos de sua vida é o fio condutor para o espetáculo, que narra em forma não linear os fragmentos da história do compositor. Mulheres como a mãe de Noel, as damas que abalaram seu coração e suas intérpretes favoritas, Araci de Almeida e Marília Batista, protagonizam uma espécie de delírio, que recria o clima boêmio da era do rádio, dos grandes carnavais e cabarés típicos dos redores dos Arcos da Lapa.

Os dados históricos que compõem o espetáculo servem de apoio para falar de um Noel Rosa pessoa e não do mito musical. O roteiro da peça parte de texto originalmente escrito por Plínio Marcos. Contudo, para levar a peça para um caminho mais fantasioso, algumas cenas foram ambientadas em locais diferentes dos propostos pelo dramaturgo.

Composto por atores e músicos, o espetáculo conta com 12 pessoas no elenco. “Gosto de atores que cantem e músicos que representem. O trabalho acaba não ficando complexo quando essas diferenças de formação são consideradas só tecnicamente e não na encenação em si”, afirma o diretor Dagoberto Feliz, que acredita que encenar engloba todas as áreas sem distinção.

Com foco especial em canções que marcaram a carreira do compositor e cronista brasileiro, a montagem visa um caminho de maior interação com o público. “O espetáculo busca fazer com que o público se sinta quase que nos bares e locais em que Noel Rosa transitou, numa aproximação ‘fantástica’ do universo boêmio”, conta Dagoberto.

Por todo o espaço cênico são espalhadas mesas e cadeiras, nas quais os espectadores são convidados a se acomodarem e a degustarem quitutes e bebidinhas. Nasce, então, um cenário de botequim ou cabaré, que envolve atores e público no mesmo universo de nomes como o radialista Casé e o sambista Wilson Batista – figuras que emolduram o Rio de Janeiro da década de 30.

 

Ficha técnica:

 

Texto: Plínio Marcos

Direção: Dagoberto Feliz

Elenco: Cristiano Tomiossi; Cibele Bissoli; Lucélia Sérgio; Deborah Veneziani; Gisela Millás; Joaz Campos; José Eduardo Rennó; e Katia Naiane.

Músicos: Alexandre Moura; Flavio Rubens; Ildo Silva; e Miró Parma.

 

Serviço:

 

Teatro: Noel Rosa, o poeta da Vila e seus amores

Local: CAIXA Cultural Fortaleza

Endereço: Av. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema

Data: 28 a 30 de abril de 2017

Horários: sexta-feira, às 20h | sábado, às 18h e 20h | domingo, às 19h

Duração: 90 minutos

Classificação indicativa: 16 anos

Ingressos:  R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia)

Vendas a partir do dia 27/04, das 10h às 20h, na bilheteria do local

Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais

Serviço de manobrista gratuito no local 

 

Informações gerais | Bilheteria da CAIXA Cultural Fortaleza:
(85) 3453-2770

Sobre Philippe Felix

Formado em Administração com especialização em Marketing, é Fundador e Diretor Geral das revistas eletrônicas NordesteVIP e VamoViajar

Deixe um comentário

Seu email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados com * *

*